Para alcançar os objetivos, a dieta cutting feminina está sendo a principal escolha entre as mulheres para auxiliar na hora de preparar uma alimentação adequada.

Aquela ideia de que mulher musculosa e definida perde a feminilidade e vira uma “mulher macho” vem perdendo força a cada dia que passa.

Hoje em dia, a vida de bodybuilding está chamando cada vez mais a atenção da mulherada e elas decidiram embarcar de vez nesse estilo de vida. 

Os objetivos das mulheres normalmente são um pouco diferentes dos homens quando se trata do corpo.

Muitos atletas masculinos moldam seus treinos para ganhar cada vez mais massa muscular, enquanto boa parte das mulheres preferem trabalhar na definição ao invés do ganho de massa muscular.

Por isso, a dieta cutting feminina está sendo o maior sucesso entre as mulheres.

O objetivo dessa dieta não é fazer emagrecer como as tradicionais que conhecemos, ela pretende te deixar “trincada”, eliminando as gorduras que sobrepõem aos músculos e deixar seu corpo mais definido.

Se você já está satisfeita com a quantidade de músculos do seu corpo e agora quer apenas trabalhar para deixá-los expostos e ficar com o corpo escultural, a dieta cutting feminina é a ideal para seu objetivo.

Alimentação da dieta cutting feminina

As refeições durante sua dieta devem ser bastante equilibradas e seguidas a risca.

Lembre que seu objetivo é conseguir absorver energia suficiente e mesmo assim queimar gorduras localizadas.

Alimentos como: arroz integral, peito de frango, leite desnatado, aveia, ovo e banana serão seus melhores amigos durante esse tempo.

Um elemento que será essencial para o bom funcionamento da sua dieta cutting feminina são as fibras. Estes alimentos ajudam no emagrecimento e fornecem uma sensação de saciedade.

Cabe lembrar que eles também regulam o trânsito intestinal, estimulando melhor o seu funcionamento. As fibras mais indicadas são: origem vegetal, cereais e legumes.

mulher-com-boca-fechada-para-emagrecer

As frutas também são ricas nesse elemento, as principais são: mamão, pera, ameixa, laranja, abacaxi, pêssego, uva-passa, figo e damasco.

Uma dica importante fica por conta da ingestão de gorduras. Apesar de o objetivo ser queimar a gordura que fica sob o músculo, é importante que se ingira também gordura, por ela é uma fonte rica capaz de suprir energia.

Mas quando se fala ingestão de gordura, não estamos tratando de produtos industrializados e fast foods, e sim gorduras naturais como: amendoins, nozes, azeite de oliva, gema de ovo, castanhas, entre outros.

Essas gorduras são importantes, pois ao gastar energia durante o treino, ela tem que ser reposta de alguma forma, senão o corpo irá perder massa muscular.

Suplementação da dieta cutting feminina

E claro que os suplementos alimentares não poderiam ficar de fora da sua dieta cutting. Seu corpo estará num processo de queima de gordura e se adaptando a alimentação, então precisará da sua ajuda para manter o bom funcionamento.

Muitas pessoas falam erroneamente que ao entrar na fase cutting devem diminuir a carga de treinos.

Essa informação é equivocada. Se a carga for diminuída, seu corpo vai entender que não precisa mais de tantos músculos e vai começar a queima-los na busca de energia. Seu objetivo é queimar gordura, e não sua massa muscular.

A suplementação mais indicada pelos profissionais da área de nutrição e bodybuilding são: whey protein, BCAA, albumina, maltodextrina, creatina e multivitamínico.

Dieta cutting femina pra fazer em casa

Café da manhã:

frutas vermelhas + iogurte natural + aveia
pão integral + cottage + ovo

Lanche da manhã:

torrada + cottage

Almoço:

arroz parbolizado (ou massa integral, batata doce ou quinoa)
frango
salada
multivitamínico

Lanche (pré-treino):

pão integral
atum
salada
óleo de coco

Pós-treino:

whey isolado
óleo de coco

Jantar:

frango
legumes

Ceia:

abacate
whey concentrado
cálcio + d3
glutamina
omega 3

Essa é apenas um tipo de dieta cutting feminina que pode ser seguida.

Vamos agora te dar mais algumas opções, tendo como base essa dieta, e que você poderá ajustar da forma que seu corpo demonstra mais necessidade.

A alimentação durante sua dieta cutting deverá ser baseada em carboidratos, proteínas e gorduras, então aqui vai uma lista de alimentos que poderão compor sua dieta e fazer toda a diferença:

planos-de-dieta-feminina

Carboidratos

  • Alto índice glicêmico

arroz branco
banana
batata inglesa
tapioca
abóbora (moranga)
beterraba
cenoura cozida
manga
mamão (papaia)

  • Médio índice glicêmico

Macarrão
macarrão integral/sêmola
mandioca
inhame
cará
batata baroa
aveia
arroz integral
arroz parboilizado

  • Baixo índice glicêmico 

batata doce
brócolis
lentilha

grão de bico
feijão
frutas
hortaliças

Proteínas

  • Rápida absorção

Aminoácido Líquido
Whey Protein Hidrolisado

  • Absorção média

peito de frango (sem osso e sem pele)
peito de peru
atum
sardinha
peixes em geral
clara de ovo
Whey Protein Concentrado (3 whey, etc.)
queijos brancos (frescos)

  • Absorção lenta

carne vermelha
gema de ovo
ovo inteiro
proteínas vegetais

mulher-corpo-bonito-dieta

Gorduras

coco seco
azeite extra virgem
gema de ovo
abacate
oleaginosas (nozes, amêndoas, castanhas, amendoim, etc.)
peixes (especialmente salmão e atum)
semente de chia
semente de linhaça
semente de gergelim
semente de abóbora
manteiga
queijos gordurosos
cápsulas de ômega 3

Agora que você já tem uma noção de como a dieta cutting vai agir no seu corpo, e quais os melhores modos de aumentar a eficiência nesse processo, além de ter uma dieta feita especialmente para queimar gordura e trincar os músculos, pode iniciar essa nova fase de treinamento do seu corpo.

Não se esqueça de tomar muita água durante sua dieta e está sempre com a garrafinha ao lado durante o treino.

É ideal que ingira pelo menos 2 a 3 litros de água por dia. Não tentar exigir demais do seu corpo nos exercícios aeróbicos, por exemplo, também é outra dica.

Seu objetivo é perder apenas gordura, se aumentar muito o uso de energia, seu corpo poderá pedir ajuda a sua massa muscular, e isso você não quer.

Por último, e não menos importante, mantenha sua dieta e treino a risca. É o trabalho em conjunto deles que molda seu corpo e faz você alcançar seus objetivos. Não abra mão do seu treino, nem diminua a carga.

Da mesma forma com a alimentação, é ela que regula o bom funcionamento do seu organismo, se você se alimenta mal, não tem como seu corpo produzir bons resultados.