Ganho de massa muscular é muito importante para quem começa a perceber os primeiros sinais positivos de uma dieta.

O corpo precisa se transformar, ganhar massa magra tanto para evitar novo ganho de peso, como também para trabalhar as formas do corpo que perder conteúdo gorduroso e podem estar flácidas.

Ganhar massa muscular não é tão fácil para algumas pessoas. Ás vezes malhação regular e exercícios de musculação em aparelhos não resolvem, mas isso acontece porque cada metabolismo funciona de uma maneira e trabalha com o que possui.

Por isso a falta de resultados de alguns treinos pode ser decorrente do próprio sistema metabólico ou de deficiências na dieta e no cardápio, mas tenha calma, aí vão algumas dicas que você não conhecia e que podem te ajudar muito no ganho de massa muscular.

Alimente-se bem antes do treino

Treinar em jejum acaba com qualquer possibilidade de ganho de massa muscular, porque sem combustível acontece um fenômeno chamado de catabolismo, que é quando o seu corpo tira energias de si mesmo para continuar ativo e assim você acaba sacrificando todo o ganho de massa muscular que já alcançou.

Portanto, se você imaginava que apenas a alimentação pós-treino era importante, fique sabendo que o pré-treino é igualmente, ou talvez mais importante ainda. Por isso sempre coma proteínas e algum carboidrato que seu corpo possa usar para trabalhar, e nunca pule as refeições.

O que é essencial para o ganho de massa muscular?

Suplementos são muito importantes sim, principalmente quando o objetivo é o ganho de massa muscular, mas antes de escolher o seu consulte um médico e faça os exames necessários para saber exatamente qual aminoácido você precisa suplementar.

Quando o assunto é ganho de massa muscular sempre vai ser mais importante a coerência nas atividades físicas com o objetivo que se deseja alcançar, do que o exagero na duração e carga dos treinos.

Porque se há uma lacuna entre os treinos seu corpo começa a trabalhar de maneira diferente e assim você perde muito tempo até retomar o ritmo anterior.

Aqui vão outras dicas para turbinar os seus resultados, e ganhar muita massa muscular:

  • Mude a ordem dos treinos, faça o cronograma inverso de vez em quando para o seu treino não ser tedioso, e também para trabalhar seu corpo de forma alternada.
  • Descanse. Na academia as fibras musculares se rompem e por isso precisam de tempo para se refazer. É normal imaginar que o ganho de massa muscular acontece na academia, durante os exercícios, mas esse é um pensamento errado. Na verdade é lá que começa a transformação, mas é durante a recuperação dos treinos que seu corpo se refaz internamente e expande as fibras fazendo-as adquirir o novo formato. Maior e mais resistente, por isso de tempo ao seu corpo. Nada de baladas ou trabalho pesado depois de um treino muito puxado.
  • Fale sobre dietas e aceite conselhos apenas do seu nutricionista, é comum que para o ganho de massa muscular a sua dieta seja inicialmente baseada em hipercalorias para aumentar e dar ao músculo o combustível necessário, e para cada indivíduo as quantidades variam muito, e portanto a dieta do seu amigo provavelmente não servirá para você.
  • Álcool – Evite sempre!
  • Suplementos? Apenas com orientação.

O Ganho de Massa Muscular e a Sua Saúde!

Sem treino e sem dieta os suplementos não resolvem e nem fazem sozinhos todo o trabalho. Mas para quem esta começando os melhores para ajudar no desempenho dos treinos costumam ser o Whey protein, que é a proteína do soro do leite, os BCAAs, ou outros suplementos feitos a base de aminoácidos essenciais ou de substancias hipercalóricas.

Mas para começar a investir em suplementos você precisa estar realmente comprometido com os seus treinos e realmente preocupado em manter uma dieta saudável e balanceada.

Nada de cardápios exclusivamente compostos de substancias que a principio foram feitas apenas para funcionarem como composto suplementar, e é claro que comportamentos abusivos provocarão desequilíbrios e complicações que podem ser difíceis de reverter e poderão causar doenças importantes e graves no intestino, e no sistema cardiovascular.